NOUAKCHOTT, MAURITANIA - NOVEMBER 6 2018: A girl in a village in the desert. West Africa cycling with almost 50 people which passes in countries like Mauritania and Senegal. CREDIT: Daniel Rodrigues for The New York Times
Pub

Vencedor do primeiro prémio na categoria DailyLife do WoldPressPhoto em 2013 e fotojornalista do The New York Times traz a Ponta Delgada alguns dos seus registos de viagem mais icónicos.

O Azor Hotel, hotel de cinco estrelas da marca de gestão de unidadeshoteleiras Discovery Hotel Management, inaugura no próximo dia 26 de setembro a exposição “O Olhar do Mundo”, do fotógrafo português vencedor do primeiro prémio na categoria DailyLife, do WorldPressPhoto, em 2013, Daniel Rodrigues.

AZ_exposicao

 

Pub

Esta exposição, que decorrerá até ao dia 27 de outubro de 2020 e que conta com o apoio da FujifilmEuropeGmbH, é uma retrospetiva dos últimos 10 anos de trabalho do fotógrafo, durante as suas viagens pelo mundo. O seu olhar único sobre a realidade que encontrou em cada um dos destinos assumem o papel principal, num registo de 30 imagens únicas que nos transportam para a experiência do autor em cada um dos locais que pisou.

O fim de semana inaugural da exposição será marcado por atividades e partilha de experiências. No dia 26 de setembro, sábado, dar-se-á lugar uma palestra introdutória de Daniel Rodrigues, na Sala Flores do Azor Hotel, seguida da abertura oficial da exposição. Depois do jantar, Daniel convida os fotógrafos Rui Caria e Luís Godinho para uma mesa redonda com o tema “Fotografia de Viagem na Era das Redes Sociais”.

No domingo, dia 27 de setembro, os participantes serão convidados a embarcar num passeio fotográfico pela cidade de Ponta Delgada, com os fotógrafos Daniel Rodrigues, Rui Caria e Luís Godinho,em que serão partilhadas dicas de fotografia e histórias de viagem.

“Poder partilhar o meu olhar do mundo e as histórias de vida das gentes dos vários locais onde estive, através da fotografia, é um privilégio enorme. Ao mesmo tempo, sinto que é necessário aproximar culturas e destruir barreiras, principalmente numa altura em que a sociedade ocidental mostra fraturas preocupantes”, afirma Daniel Rodrigues.

Vítor Santos, Diretor Geral do Azor Hotel, refere também que “o trabalho fotográfico do Daniel é tremendamente inspirador. A pandemia que atravessamos faz-nos levantar muitas questões, principalmente sobre para onde caminhamos enquanto sociedade. Quisemos, por isso, trazer à população de Ponta Delgada um olhar único e diferenciador do que está para além das nossas portas.”

Do maior comboio do mundo na Mauritânia aos comboios frenéticos da Índia, da tribo Awá Guajá na Floresta Amazónica, com a qual o fotógrafo viveu durante um mês, ao festival das cores Holi Festival, muitas são as viagens retratadas nas imagens desta exposição fotográfica, que valeram a Daniel Rodrigues distinções em alguns dos maiores concursos internacionais de fotografia e que estarão disponíveis agora na Sala Flores do Azor Hotel.

Pub