Avançam obras na Frente Mar da cidade da Horta

A intervenção na Frente Mar da cidade da Horta tem início para breve. Quem o garante é o Presidente da Câmara Municipal da Horta que, na cerimónia de abertura da Semana do Mar 2018, anunciou que a maior obra dos últimos anos na ilha do Faial deverá ser contratualizada dentro de poucas semanas.

“Logo que termine a Semana do Mar, a Câmara Municipal da Horta está em condições de proceder à assinatura do auto de consignação das obras da frente mar”, anunciou José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta.

Exatamente um ano após o anúncio da conclusão do projeto desta importante obra para a ilha do Faial, “o concurso já foi visado pelo Tribunal de Contas e encontra-se conforme, pelo que tencionamos dar início às obras em breve, em toda esta área em que nos encontramos, assim como junto à Igreja das Angústias e, na Rua de São João, ao parque de estacionamento previsto”, revelou o autarca que lançou ainda o desafio a todos os presentes “ é preciso que as várias entidades e todos os faialenses se unam em torno daquele que é o principal desafio ao nosso desenvolvimento porque todos temos um papel fundamental na mudança de paradigma que queremos para a nossa maior sala de visitas que é a Avenida 25 de Abril.”

No arranque de mais uma Semana do Mar, o Presidente da Câmara mostrou-se orgulhoso do que foi alcançado nestes 43 anos de vida da Semana do Mar e afirmou mesmo que “a Semana do Mar é exemplo de superação como não há nenhum outro. Criada por faialenses, com a ambição de mostrar o que de melhor temos para oferecer, a Semana do Mar é uma festa aberta ao mundo, onde todos participam, onde todos gostam de estar, frente a frente com uma baía que é mesmo Uma das Mais Belas Baías do Mundo.”

Para o autarca, a Semana do Mar tem conseguido crescer e vencer os desafios que lhe têm sido colocados e, em 10 dias de festa, “produzir tantos e tão bons espetáculos, feitos pela nossa gente e pelos nossos grupos e com muita qualidade”.

O Presidente da Câmara, destacou, ainda, a importância daquele evento para a dinamização económica e turística da ilha, que deve não só continuar a prosseguir o desafio da melhoria das acessibilidades mas também de criação de oportunidades de turismo e deu como exemplo os investimentos que a autarquia tem realizado no Largo D. LUÍS I e que culminaram, esta semana, com a reabertura da Torre do Relógio à visitação.