Pub

“No próximo mandato – espero eu, porque há um ato eleitoral e as pessoas é que escolhem – vamos estar sobretudo mais centralizados na requalificação da sede do nosso concelho, que durante muitos anos não tem tido a devida intervenção”, declarou Décio Pereira à agência Lusa.

Décio Pereira, que encabeça o movimento independente “Dar Vida ao Concelho”, preside à autarquia da ilha de São Jorge desde 2013 e conta com o apoio do PSD para as eleições autárquicas de setembro.

O candidato disse não ter sido possível requalificar a zona urbana do concelho nos últimos oito anos devido aos “constrangimentos financeiros” do município.

“Este será o nosso grande objetivo: a requalificação da nossa frente mar e a modernização das infraestruturas da nossa sede do concelho”, reforçou.

Pub

Décio Pereira disse que a autarquia tem um “projeto que já está adjudicado” para a requalificação do Cais da Calheta e zona envolvente.

O candidato acrescentou que está também em curso uma “grande obra” para ligar a escola da Calheta e o parque de campismo do concelho.

“Temos uma grande obra, parte já a decorrer, que vai ligar a nova e moderna escola da Calheta ao nosso parque de campismo e contemplar uma ciclovia, um passeio pedonal, um espaço de lazer para crianças e pessoas com mais idade, com uma vista formidável para as ilhas vizinhas”, afirmou.

Décio Pereira salientou que a estratégia para o desenvolvimento da Calheta deve continuar a assentar na “valorização das fajãs”.

“Não é à toa que mesmo em tempos de pandemia qualquer uma das nossas fajãs tem sido amplamente procurada e qualquer uma tem processos de reabilitação e recuperação do seu património arquitetónico”, realçou.

Nas últimas eleições autárquicas de 2017, o independente Décio Pereira teve o apoio do PS.

“Sinto-me uma pessoa privilegiada. Não acredito que haja muitos presidentes de Câmara que tenham o apoio de dois presidentes do governo: um da esquerda, outro da direita”, afirmou Décio Pereira, referindo-se ao apoio do socialista Vasco Cordeiro em 2017 e do social-democrata José Manuel Bolieiro este ano.

Vasco Cordeiro, que liderava o executivo açoriano desde 2012, foi substituído em novembro de 2020 na chefia do Governo dos Açores por José Manuel Bolieiro, que atualmente preside a um governo de coligação PSD, CDS-PP, PPM.

Para as eleições autárquicas deste ano, o PS já anunciou o nome de Dário Ambrósio para a presidência da Câmara da Calheta.

No último sufrágio autárquico, o movimento de Décio Pereira “Dar Vida ao Concelho” obteve 62,55% (quatro vereadores) e a outra lista de independentes liderada por Vítor Fernandes, “Renascer do Concelho”, teve 15,38% (um vereador).

O PSD, por seu turno, conseguiu 14,10% dos votos, a CDU 2,31% e o BE 1,67%.

As eleições autárquicas estão marcadas para 26 de setembro.

Pub