As políticas de direita do Governo dos Açores mostram a verdadeira face ideológica do PS

Na XI Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, António Lima – que foi reeleito como membro da Mesa Nacional, o órgão máximo do partido entre Convenções – alertou para a verdadeira matriz ideológica do PS, que nos Açores, onde governa há 22 anos, quase sempre com maioria absoluta, implementa medidas de direita, dando como exemplo os sectores dos Transportes, Educação e Saúde, em que os grandes interesses económicos privados são beneficiados, em detrimento dos serviços públicos.

António Lima, na XI Convenção Nacional do BE:

“Venho dos Açores, região que há 22 anos é governada pelo Partido Socialista, a esmagadora maioria do tempo em maioria absoluta. E à medida da nossa economia e da nossa demografia, diariamente deparamo-nos com a verdadeira face ideológica do PS.

As estatísticas não mentem: Os Açores são a região do País com maior desequilíbrio na distribuição da riqueza; onde para já 49% da empresa elétrica é privada; onde o PS pretende privatizar 49% da SATA e o único Porto de águas profundas, na Praia da Vitória. Este pode ser fonte de rendimento e lucro e por isso mesmo está em curso a sua concessão para depauperar os açorianos e açorianas e encher os bolsos à Partex ou outro qualquer.

Numa região que tem os piores índices de abandono escolar do país o dinheiro público é usado para financiar colégios privados; quando faltam médicos de família e as listas de espera para cirurgia e especialidades são gigantes, oferece-se dinheiro público para construir um Hospital privado.

É este o PS/Açores que é dado por António Costa como exemplo de governação para gáudio de Carlos César.

Conhecemos a verdadeira matriz do Partido socialista, por isso percebemos que o PS tudo fará para sair deste condicionamento à esquerda na república”.