Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas vai estar na Graciosa, em fevereiro

O Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas inaugura a 2 de fevereiro, no Museu da Graciosa, o projeto “Prazer do Espírito e do Olhar”, no âmbito da sua programação para o mês de fevereiro, que inclui residências artísticas, exposições e atividades desenvolvidas pelo Serviço Educativo.

O projeto expositivo de itinerância denominado “Prazer do Espírito e do Olhar”, que tem como temas a paisagem e a viagem, vai percorrer este ano todas as ilhas dos Açores, tendo já passado pelo Faial, nos últimos meses de 2017.

No próximo mês, o Arquipélago acolhe duas residências artísticas, a primeira das quais entre 5 e 13 de fevereiro, com Paula Diogo, Estelle Franco, Mariana Ricardo, Masako Hattori e Sónia Baptista, que vão desenvolver o projeto “Sobre Lembrar e Esquecer”, a preparação de um espetáculo que faz parte do primeiro capítulo de uma trilogia inspirada pelo livro “Les formes de l’oubli”, do antropólogo Marc Augé, sobre as tarefas que inventamos para organizar as nossas lembranças.

A 9 de fevereiro, os artistas em residência vão trabalhar com o Serviço Educativo, numa atividade sobre a memória destinada ao público sénior.

Por seu lado, a residência artística da Companhia João Garcia Miguel – “Medeia”, com interpretação de Sara Ribeiro e David Pereira Bastos, texto de Francisco Luís Parreira e música de Mário Laginha, estará no Arquipélago entre 11 e 18 de fevereiro, realizando-se a 17 de fevereiro uma apresentação ao público do resultado final deste espetáculo.

A 24 de fevereiro, o Arquipélago inaugura a exposição “Talibes Modern Day Slaves”, de Mário Cruz, vencedor do World Press Photo 2016, que também vai orientar uma oficina no dia 25 de fevereiro.

O Serviço Educativo promove três atividades inspiradas nos trabalhos de Graça Costa Cabral, denominadas “Positivo ou Negativo?”, “De líquido a sólido” e “Qual o peso das coisas?”.

Estas visitas-oficina estão disponíveis de terça a sexta-feira para grupos e escolas, mediante marcação, até 6 de abril, e, especialmente para famílias, no último domingo de fevereiro e de março.

Mais informações sobre as atividades do Serviço Educativo estão disponíveis no endereço eletrónico http://arquipelagocentrodeartes.azores.gov.pt/.

Até 8 de abril, pode ser visitada a exposição individual “Graça Costa Cabral – Obras | 1982-2015”, que apresenta mais de 100 obras representativas da produção da artista no período entre 1982 e 2015, entre pintura e escultura.

O Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas está aberto de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00.