PUB

O Arouca venceu hoje o Santa Clara nos Açores por 2-1, mesmo reduzido a nove jogadores, um triunfo abnegado que garante a passagem da equipa arouquense à fase seguinte da Taça da Liga de futebol.

Com o resultado, os açorianos (14º. lugar na I Liga) terminam a prova com um ponto e no último lugar do grupo, enquanto a formação de Armando Evangelista (oitava no campeonato) garante o primeiro lugar do grupo G da Taça da Liga com oito pontos, os mesmos do Feirense, mas com superioridade no rácio entre golos marcados e sofridos.

Num encontro muitas vezes mal jogado e disputado a um ritmo baixo, o jogo nos primeiros 45 minutos decorreu longe das respetivas balizas, apesar de o Arouca ter assumido o controlo da partida.

PUB

A história do primeiro tempo cinge-se ao golo dos forasteiros, que surgiu aos 30 minutos. Depois de uma jogada dentro da área açoriana, Bogdan Milovanov cabeceou para uma grande defesa de Gabriel Batista e Opoku, na recarga, encostou para o fundo das redes.

Ainda antes do intervalo, aos 43 minutos, o Arouca esteve perto do segundo golo, mas o cabeceamento de Mujica ao primeiro poste após um canto passou ligeiramente ao lado das redes insulares.

Na segunda parte, a tónica do jogo mudou a partir da expulsão do central do Arouca Opoku aos 50 minutos (por acumulação de amarelos), com o Santa Clara a subir no terreno e a assumir a posse de bola.

Aos 56 minutos, após uma boa combinação ofensiva, Matheus Babi finalizou de forma certeira de fora da área, num golo inicialmente anulado por fora-de-jogo, mas validado pelo videoárbitro.

O Arouca, contudo, reorganizou-se e o jogo continuou equilibrado. Aos 73 minutos, o Arouca passou a jogar com nove jogadores devido à expulsão de David Simão.

Contudo, o Arouca, que teve sempre mais critério do que o adversário, chegou ao golo aos 87 minutos, através de uma excelente jogada individual de Oday Dabbagh.

Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

  • Santa Clara – Arouca, 1-2.
  • Ao intervalo: 0-1.

Marcador:

  • 0-1, Opoku, 30 minutos.
  • 1-1, Matheus Babi, 56 minutos.
  • 1-2, Oday Dabbagh, 87 minutos.

Equipas:

– Santa Clara: Gabriel Batista, Quintilla, Ítalo (Adriano, 80), Boateng, Sagna, Pedro Bicalho (Rodrigo Valente, 64), Bobsin (Andrezinho, 80), MT (João Lima, 80), Ricardinho, Rildo Filho (Gabriel Silva, 46) e Matheus Babi.

(Suplentes: Ricardo Fernandes, Calila, Rodrigo Valente, Paulo Henrique, Adriano, Andrezinho, Gabriel Silva e João Lima).

Treinador: Mário Silva.

– Arouca: Arruabarrena, Bogdan Milovanov, Basso, Opoku, Quaresma (Pedro Moreira, 78), Soro (Galovic, 53), David Simão, Morlaye Sylla (Tiago Esgaio, 79), Bukia (Antony, 62), Alan Ruiz e Rafael Mujica (Oday Dabbagh, 62).

(Suplentes: João Valido, Antony, Uri, Oday Dabbagh, Yaw Moses, Pedro Moreria, Tiago Esgaio, Galovic e Rafael Fernandes).

Treinador: Armando Evangelista.

Árbitro: Ricardo Baixinho (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Pedro Bicalho (10), Opoku (23 e 50), Matheus Babi (36), David Simão (50 e 73), Oday Dabbagh (88) e Adriana (90+4). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Opoku (50) e David Simão (73).

Assistência: 157 espetadores.

Pub