Aprovada proposta do PSD para inclusão da RTP/Açores na grelha nacional da TDT

A Assembleia da República aprovou uma proposta do grupo parlamentar do PSD visando a inclusão da RTP/Açores – e da RTP/Madeira – na rede nacional da Televisão Digital Terrestre (TDT).

A iniciativa foi subscrita pelos deputados açorianos Berta Cabral e António Ventura, fundamentando que “aqueles são canais de televisão com características regionais, e que assumem a responsabilidade pela emissão e pela prestação do serviço público de televisão nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira”, explicaram.

Assim, os social democratas recomendaram ao Governo que incluísse os dois canais regionais “no alargamento da oferta de serviços de programas na TDT, por forma a que os mesmos passem a ser canais de acesso gratuito e universal, independentemente da zona geográfica do país”, acrescentam.

Os deputados lembram “a grande importância da RTP/Açores na divulgação

das notícias e da realidade específica da Região, junto de quem se encontra a residir fora do arquipélago, e em especial junto da grande comunidade insular espalhada pela diáspora. O mesmo acontece com a RTP/Madeira”, sublinham.

Para além da missão de serviço público, “os dois canais regionais poderão também constituir um importante veículo dinamizador do turismo nos destinos

Açores e Madeira”, subscreveram Berta Cabral e António Ventura.

A RTP/Madeira foi implantada a 6 de agosto de 1972, no Funchal, enquanto a

RTP/Açores teve a sua primeira emissão no dia 10 de agosto de 1975.

“Os dois canais têm uma importância fundamental na concretização do princípio constitucional da continuidade territorial e cumprem uma relevante função de serviço público regional”, asseguram os deputados social democratas.

Até dezembro último, apenas eram transmitidos em sinal de canal aberto

na TDT a RTP1, RTP2, SIC, TVI e o canal

parlamento. Depois disso, foram incluídos mais dois canais na grelha nacional, no caso a RTP3 e a RTP/Memória, a que se vão juntar os dois canais regionais.