Aprovada proposta do PSD/A para melhoria das acessibilidades, apoio, promoção e divulgação do Carnaval da Graciosa

O grupo parlamentar do PSD/Açores congratula-se com a aprovação, no parlamento açoriano, do seu projeto de resolução que “recomenda ao Governo regional que desenvolva as medidas necessárias para melhorar as acessibilidades, divulgação, promoção e apoio ao carnaval da ilha Graciosa”.

“Não queremos o Governo regional a mandar na folia do carnaval graciosense. Este projeto de resolução agora aprovado recomenda ao Governo regional que dê uma atenção diferenciada a uma manifestação cultural que é diferenciada no conjunto das nove ilhas e que, por isso, é importante que seja maximizada”, explica João Bruto da Costa.

Segundo o deputado do PSD/Açores eleito pela Graciosa, a iniciativa social-democrata açoriana “reflete a preocupação de um conjunto amplo de entidades, clubes organizadores do carnaval, autarquias e individualidades com as acessibilidades aéreas à Graciosa durante o carnaval que acontece na época baixa do turismo”.

“As pessoas queixam-se que os bailes não estão cheios porque as pessoas não conseguem chegar à Graciosa por via de ligações aéreas diretas. Um passageiro que sai do Faial para passar um fim de semana na Graciosa só consegue ficar pouco mais do que uma tarde a Graciosa porque não há voos diretos”, salienta o parlamentar social-democrata açoriano.

João Bruto da Costa explica ainda que o grupo parlamentar do PSD/Açores apresentou, esta semana, véspera da votação da iniciativa, uma proposta de substituição integral do projeto de resolução apresentado em fevereiro do ano passado, e entretanto discutido nas comissões especializadas do parlamento açoriano, para garantir que o mesmo seria aprovado.

“A substituição do texto original visou garantir que a recomendação seria aprovada, uma vez que é o PS quem tem a maioria no parlamento e discordava da nossa proposta de tolerância de ponto. Assim sendo, aproximamos posições porque era importante aprovar uma recomendação ao Governo que é importante para os graciosenses”, justificou.

Notícias relacionadas