António Rosado e Sinfonietta de Ponta Delgada em concerto no Teatro Micaelense

No próximo sábado, dia 15, a Sinfonietta de Ponta Delgada apresenta-se no Teatro Micaelense com um cartaz de excelência, que faz juntar à orquestra um dos maiores pianistas portugueses da atualidade. António Rosado traz ao Teatro o monumental segundo concerto para piano e orquestra de Sergei Rachmaninoff, talvez a mais celebrada página escrita pelo compositor russo, com repercussões nas mais variadas expressões artísticas.

Ao pós-romantismo nostálgico e passional deste concerto, juntar-se-á a linguagem romântica oitocentista de Robert Schumann e da sua terceira sinfonia, intitulada de Renana, uma poética leitura das paisagens alemãs a partir das margens do Reno.

A direção musical estará a cargo do maestro convidado principal da Sinfonietta, o francês Jean-Sébastien Béreau.

António Rosado tem uma carreira reconhecida nacional e internacionalmente, corolário do seu talento e do gosto pela diversidade, expressos num extenso repertório pianístico. Estudou no Conservatório Nacional de Música de Lisboa, partindo aos dezasseis anos para Paris onde foi discípulo de Aldo Ciccolini no Conservatório Superior de Música e nos Cursos de Aperfeiçoamento em Siena e Biella. Já se apresentou a solo inúmeras vezes com orquestras nacionais e internacionais, e a sua discografia contempla obras marcantes do repertório para piano solo e de música de câmara. Laureado pela Academia Internacional Maurice Ravel e pela Academia Internacional Perosi, pelo Concurso Internacional Vianna da Motta e pelo Concurso Internacional Alfredo Casella de Nápoles. Em 2007 foi distinguido pelo Governo Francês com o grau de Chevalier des Arts et des Lettres.