PUB

O presidente da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), João Cadete de Matos, anunciou hoje que o regulador vai desenvolver estações remotas de controlo do espectro nas ilhas Desertas e Selvagens.

O responsável da entidade reguladora falava na comissão parlamentar de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, no âmbito do requerimento do PSD sobre cabos submarinos anel CAM – Continente-Açores-Madeira.

“A Anacom vai desenvolver estações remotas de controlo do espectro em duas ilhas que, não sendo habitadas, são muito importantes para a Zona Económica Exclusiva [ZEE], neste caso as Desertas e as Selvagens”, anunciou João Cadete de Matos.

PUB

Tratam-se de estações de monitorização do espectro.

O presidente da entidade reguladora apontou a importância da ZEE, a qual, “junto de toda a Zona Económica Exclusiva da Madeira e dos Açores faz com que Portugal tenha a dimensão atlântica que tem e que a Anacom se compromete através deste investimento que vai fazer nessas duas estações remotas também consolidar em benefício do país”.

Pub