Ana Vitória Couto acusa JSD de procurar ludibriar os jovens açorianos

A Presidente da Juventude Socialista Açores acusou, esta quinta-feira, a JSD/Açores de procurar ludibriar os jovens açorianos com a finalidade de retirar proveitos políticos através da contrainformação demagoga e sem alternativa.

As declarações de Ana Vitória Couto vêm no seguimento das alterações realizadas ao programa Estagiar U, nomeadamente ao valor da remuneração em função da redução do horário de estágio, e sobre as quais a JSD tem procurado desvirtuar.

“Era de facto importante que o líder da JSD/A começasse por estudar melhor os assuntos antes de vir para a praça pública atacar o Governo Regional e o Partido Socialista”, frisou Ana Couto.

A jovem socialista esclareceu que “a redução do horário de estágio, de 35 para 20 horas semanais, visa adaptar o programa às reais necessidades dos jovens e do tecido empresarial, mediante a respetiva remuneração”.

“O Programa Estagiar U é mesmo um programa de estágio, com a duração de um mês, no Verão, e não um contrato de trabalho, como apregoa, erradamente”, sublinha a jovem socialista.

“Nos cálculos da JSD/Açores, um jovem abrangido pelo Estagiar U, supostamente, “passa a ser compensado em apenas 15,20 euros/hora”.

“Se assim fosse, este mesmo jovem iria auferir por semana 304 euros (15,20 euros/hora) e por mês, mais de 1300 euros”, explicou.

De acordo com a líder da JS/Açores, “os Governos Regionais do Partido Socialista têm promovido políticas públicas para a juventude que orgulham a Juventude Socialista e orgulham a juventude açoriana, colocando instrumentos, nas mais diversas áreas, ao dispor da criatividade e do empreendedorismo dos jovens açorianos”.

Ana Vitória Couto referiu que hoje existe um manancial de medidas e políticas direcionadas para a juventude, como é o exemplo o Programa Estagiar, que muito contribuem para a sua emancipação dos jovens, e que constitui “um património inquestionável” da Juventude Socialista e do Partido Socialista.

“Já a JSD/Açores segue a orientação do seu partido, promovendo uma política de comunicação demagógica e não esclarecedora”, lamentou.

“A nossa missão é continuar a trabalhar a favor de mais e melhores medidas que reforcem o potencial da juventude açoriana e que a ajude a enfrentar os desafios que se colocam do futuro”, concluiu Ana Vitória Couto.