PUB

Francisco César, deputado do Partido Socialista eleito pelos Açores à Assembleia da República, lamentou, esta terça-feira, que apesar dos lucros “de 303 milhões de euros, em 2019”, a ANA Aeroportos coloque em risco postos de trabalho e prejudique a ilha de Santa Maria, ao encerrar as escalas técnicas noturnas na ilha, numa faixa horária que custaria cerca de 100 mil euros.

Para o parlamentar, e tendo a ANA capacidade para prestar um serviço entre as 06h30 e as 21h30, é de lamentar que por falta de um supervisor não possa abrir no restante horário, apesar dos inúmeros pedidos de reabertura, ao longo dos anos.

“Em 2014, houve 350 pedidos de reabertura, no ano seguinte 304 pedidos, com uma receita na ordem dos 2 milhões de euros e em 2016, foram 335 os pedidos, com uma receita acima dos 2 milhões, montante que só baixou das 300 unidades em 2019”, assegurou o socialista, para lamentar que face ao lucro obtido em 2019, se coloque em risco “um conjunto de postos de trabalho, prejudicando a ilha e retirando procura”.

PUB

Francisco César, que intervinha no âmbito da audição parlamentar à ANA Aeroportos, a requerimento do PS, manifestou ainda a sua preocupação com o facto de o aeroporto só poder funcionar, a partir das 21h30, numa emergência que obriga, por si só, à presença de um supervisor para o efeito.

“A ANA tem um supervisor para reabertura nesses horários? É que tanto quanto me foi dado a perceber não tem, porque não há regimes de prevenção de supervisores para essa faixa horária e, portanto, estão a abrir não cumprindo essas obrigações”, questionou o socialista.

Ressalvando que no âmbito do acordo internacional celebrado entre Portugal e os EUA, de que o aeroporto alternante às Lajes, na Terceira, seria o de Santa Maria, durante as 24 horas, Francisco César assinalou que o aeroporto só estará aberto até à meia-noite, quando o pedido de reabertura der entrada até às 21h30.

“Os atrasos das companhias aéreas ocorrem, quase sempre, a partir dessa hora e, nesses casos, Santa Maria deixa de ser o aeroporto alternante e os voos acabam por ser desviados para a ilha Terceira”, afirmou o socialista, para reforçar que esta medida “está a obrigar, na prática, a que o aeroporto de Santa Maria esteja cada vez mais fechado”.

O deputado Francisco César lamentou profundamente que o PSD, pela voz do senhor deputado Paulo Moniz, se tenha preferido colocar ao lado do Presidente da ANA relativamente a este assunto, utilizando, para isso, um expediente de trica partidária que não contribui para mais nada do que o enfraquecimento da posição reivindicativa do povo de Santa Maria.

Pub