PUB

O Secretário Regional da Saúde afirmou hoje, no Corvo, que o Serviço Regional de Saúde passa a disponibilizar sessões de Fisioterapia em todas as ilhas dos Açores, cumprindo-se o desígnio de proporcionar a acessibilidade aos cuidados de saúde em condições de igualdade a todos os Açorianos.

Rui Luís falava na inauguração da obra de ampliação da Unidade de Saúde de Ilha do Corvo e Serviço de Fisioterapia, cerimónia que foi presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro.

PUB

O titular da pasta da Saúde frisou que a Fisioterapia “é uma área do qual o Executivo não abdica, na medida em que está interligada também com a valência dos Cuidados Continuados com vista a reabilitar o utente, promovendo o máximo de funcionalidade, de forma a diminuir o grau de dependência”.

Os dados do Serviço Regional de Saúde indicam um aumento na resposta do setor público nesta área, com um crescimento nos últimos cinco anos de 32% na oferta de tratamentos fisiátricos, atingindo-se no ano passado 960 mil tratamentos.

As obras no Centro de Saúde do Corvo, no montante de cerca de 70 mil euros, contemplam, além de um ginásio de fisioterapia, melhorias na zona de receção e nos acessos.

O Secretário Regional lembrou a atenção dirigida a esta unidade de saúde nos últimos anos, com investimentos na ordem dos 330 mil euros em equipamentos e obras de beneficiação.

“Para breve teremos também, nesta unidade, investimentos no que se refere às consultas de Medicina Dentária, apetrechando devidamente este Centro de Saúde para que possa oferecer um maior leque de especialidades, beneficiando do novo Regulamento Geral das Deslocações”, apontou.

Na ocasião, Rui Luís sublinhou o bom exemplo da Unidade de Saúde de Ilha do Corvo na política de coesão territorial e social, através do acesso a consultas, exames e rastreios.

“Os indicadores do último ano indicam que, em 12 meses, esta unidade de saúde conseguiu realizar 2.800 consultas para um universo de 375 inscritos, onde apenas dois utentes não têm médico de família, por opção própria”, frisou Rui Luís, acrescentando que “a oferta de consultas de especialidade no Corvo aumentou 60% no último ano”.

Pub