Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

A obra de proteção e estabilização costeira na Fajã das Pontas, em São Jorge, Açores, envolve a construção de um muro em betão, num investimento de cerca de 740 mil euros, foi hoje anunciado.

No portal oficial do Governo (PSD/CDS-PP/PPM), a secretaria regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas refere que “foi adjudicada a execução da empreitada de proteção e estabilização costeira na Fajã das Pontas”, na sequência de procedimento por concurso público, empreitada orçada em “739.834,85 euros, acrescido de IVA, estimando-se um prazo de execução de 270 dias”.

Os trabalhos incluem a execução de obras de proteção costeira, incluindo trabalhos de movimentação de terras e a construção de muro em betão ciclópico com aproveitamento de pedra existente, informa o Governo Regional.

A Fajã das Pontas localiza-se na freguesia do Norte Pequeno, no concelho da Calheta, na ilha de São Jorge.

Citada na nota de imprensa, a secretária regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, sublinha que “esta obra representa um investimento público na salvaguarda da segurança de pessoas e bens”.

“Estamos a investir na criação de condições de vida adequadas para todos os jorgenses, garantindo o seu bem-estar, mas acima de tudo a sua segurança, algo que é fundamental para a prosperidade da ilha”, reforçou.

A ilha de São Jorge tem mais de sete dezenas de fajãs — pequenas planícies junto ao mar que tiveram origem em desabamentos de terras ou lava — que são, desde 2016, Reserva da Biosfera da UNESCO — Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura e dos locais mais procurados pelos turistas.

Devido ao mau tempo, no inverno, ocorrem, por vezes, derrocadas que, nalguns casos impedem o acesso a algumas fajãs.

Pub