Adeptos queriam celebrar título no Dragão mas fizeram festa rija nos Aliados

Os adeptos do FC Porto, que esta madrugada se concentraram aos milhares na avenida dos Aliados, no Porto, consideraram que teria mais sabor ter festejado a conquista do título nacional de futebol no estádio do Dragão.

Ainda assim, logo que terminou o jogo entre Sporting e Benfica, com um 0-0 que permitiu aos ‘dragões’ festejarem antecipadamente a conquista do 28.º título de campeão português, os portistas acorreram à ‘sala de visitas’ da cidade Invicta, para darem azo à alegria, ‘pintando-a’ de tons azuis e brancos.

“Esta festa já devia ter sido há uns anos. Estávamos ansiosos por ela. Preferíamos festejar amanhã [hoje, domingo, no jogo frente ao Feirense], mas não podíamos esperar. Este campeonato valeu por cinco. Fomos justos campeões”, disse à agência Lusa João Loureiro, trajado a rigor com camisola e bandeira em punho.

Sérgio Conceição dedica título aos pais e distribui méritos

Sérgio Conceição dedicou hoje o seu primeiro título de campeão na carreira aos seus pais, falecidos, distribuindo os méritos com os futebolistas, o staff do clube e o presidente Pinto da Costa.

“Na minha apresentação tinha dito que no fim desta época iria agradecer a duas pessoas que iriam estar muito contentes, que são os meus pais [falecidos]. Para eles este título”, disse, emocionado, em curta conversa com os jornalistas, interrompida pelo entusiasmo dos festejos.

Conceição escusou-se a assumir o protagonismo do êxito, partilhando-o com todos: “Não sou o treinador, somos mais do que os cinco da equipa técnica, é o departamento médico e toda a estrutura. Merecem e estão de parabéns. Uma palavra para o presidente que me deu a oportunidade de trabalhar num clube que me diz muito e estou muito feliz por isso”.

O treinador agradeceu à esposa e filhos que consigo “sofreram” — “não é fácil levar um barco destes para a frente, sendo exigente comigo próprio e com os seus” — num ano que classificou de “fabuloso”.

“Há muita gente atrás deste título, sou apenas a pessoa, o líder que dá a cara, mas muita gente está de parabéns. O principal responsável do êxito é o FC Porto”, reforçou.

Sérgio Conceição revelou que já teve a “oportunidade de agradecer aos jogadores, incansáveis esta época, sob uma liderança muito exigente, muito rigorosa”.

“Tiveram grande capacidade de trabalho, grande humildade e reconheceram que tinham de trabalhar muito para sermos felizes. Foram os verdadeiros obreiros. Tal como [os adjuntos] o Vítor Bruno, o [Siramana] Dembélé, o [Diamantino] Figueiredo, o Eduardo [Oliveira], toda a estrutura. E o nosso presente que foi muito importante”, concluiu.

Pinto da Costa destaca ‘trabalho notável’ de Sérgio Conceição ‘contra muita gente’

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, destacou hoje, em declarações ao Porto Canal, o “trabalho notável” de Sérgio Conceição na obtenção do título de campeão de futebol, alcançado “contra muita gente”.

Pinto da Costa agradeceu a todos os que tornaram possível ao fim de 36 anos na presidência do clube pudesse festejar mais um título, em especial equipa técnica, dirigentes, jogadores, sócios, adeptos, claques e simpatizantes.

“O momento H para o arranque da nossa vitória, desta conquista, foi a assinatura do contrato de Sérgio Conceição como treinador desta equipa de futebol”, disse Pinto da Costa, em conversa telefónica ao canal televisivo oficial ‘azul e branco’.

O presidente disse que sempre acreditou que Sérgio Conceição havia de levar o clube à reconquista do título que fugia há quatro épocas e considerou que o treinador foi “o grande vencedor e o principal impulsionador deste mar azul”.

“Bendita a hora em que fiz esta aposta [Sérgio Conceição]”, acrescentou Pinto da Costa, que considera a conquista do titulo uma “meta volante”, uma vez que aponta agora ao recorde de pontos, 88, com a conquista de seis nos dois jogos que faltam (Feirense, casa, e Vitória de Guimarães, fora).

Pinto da Costa estacou a “confiança”, o “amor” e a “determinação” que o treinador Sérgio Conceição transmitiu ao plantel e ao clube e considerou que esse foi o momento decisivo: “Nunca tive dúvida de que íamos alcançar o que conseguimos esta noite”,

“Nós temos que atingir os 88 pontos, neste momento isto [título nacional] não é a meta, mas uma meta volante. Queremos atingir o recorde de 88 pontos”, disse Pinto da Costa, endereçando agradecimentos a todo o ‘staff’ portista.

O presidente recordou o símbolo que constitui o FC Porto para a cidade, região e país, e dedicou a conquista a todos os que têm “vida difícil, sem muitas razões para festejar” e que “hoje saltam de alegria com a vitória do clube do coração”.

“É com o pensamento neles que nós trabalhamos, mais do que um clube, que o FC Porto seja portador de felicidade para essa gente”, acrescentou o dirigente dos ‘dragões’, desejando que esta noite “se repita por muitas vezes”.

Pinto da Costa disse não querer recordar neste momento de vitória as causas que interromperam durante quatro anos que o FC Porto vencesse qualquer título, considerando que este é um momento para celebrar e esquecer o que de mau tem existido.

“Desfrutem, gozem e sejam felizes, esta noite e nos dias que se vão seguir. O FC Porto é campeão nacional contra muita gente”, acrescentou Pinto da Costa, recordando que o clube é o legitimo representante na Liga dos Campeões de futebol.

No domingo, o FC Porto vai entrar em campo frente ao Feirense já virtual campeão, mas o clube quer ainda somar mais duas vitórias para alcançar o recorde de 88 pontos.

“É o momento de festejar, refletir, planear e tudo vamos fazer para que o FC Porto esteja no seu lugar que é o lugar de campeão”, sustentou.

Pinto da Costa em 80% títulos conquistados pelos ‘dragões’

A presidência de Jorge Nuno Pinto da Costa no FC Porto, iniciada em abril de 1982, traduz-se pela obtenção de cerca de 80% dos títulos nacionais e a totalidade dos internacionais nas principais modalidades.

Dos 269 títulos absolutos conquistados pelos ‘dragões’ em futebol, hóquei em patins, andebol, basquetebol, voleibol, natação e atletismo (entre campeonatos, taças e supertaças), 216 foram festejados durante os 14 sucessivos mandatos de Pinto da Costa.

Foi também com Pinto da Costa, que ocupa a presidência há mais de um quarto da história do clube, que o FC Porto alcançou a totalidades dos 14 títulos internacionais, em futebol (7) e hóquei em patins (7), e se projetou para o mundo.

Na história do FC Porto, que foi refundado, e recuou 13 anos, de 1906 para 1893, o ano de 1982 marca o início de uma nova era nos ‘dragões’.

No caso concreto do futebol, departamento a que chega em 1976 por convite do então presidente Américo de Sá, depois de dirigir as seções de hóquei em patins, hóquei em campo e boxe, é com Pinto da Costa que o FC Porto conquista a hegemonia interna e ‘dá o salto’ na Europa.

Antes de Pinto da Costa, o clube tinha conquistado apenas quatro Campeonatos de Portugal, sete nacionais, quatro Taças de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira. Os títulos europeus eram uma miragem.

Com Pinto da Costa na presidência, o FC Porto conquistou por 21 vezes o título de campeão nacional, ergueu por 12 vezes a Taça de Portugal e por 19 escreveu o seu nome na lista de vencedores da Supertaça.

Em 36 edições do nacional de futebol, com Pinto da Costa, o FC Porto foi dominador, com 21 troféus, contra 15 títulos somados pelos rivais Benfica (12), Sporting (2) e Boavista (1), e alcançou o único ‘penta’ da história (entre 1994/96 e 1998/99).

Em termos internacionais, o FC Porto conquistou a Taça dos Clubes Campeões Europeus (1986/87), a Liga dos Campeões (2003/04), a Taça UEFA (2002/03), a Liga Europa (2010/11), a Taça Intercontinental (1987 e 2004) e a Supertaça Europeia (1987).

A presidência de Pinto da Costa fica marcada pelos êxitos não só no futebol como também no hóquei em patins, andebol e basquetebol, modalidades em que é mais notória a evolução registada a nível dos títulos conquistados nas últimas três décadas e meia.

No hóquei em patins, secção em que Pinto da Costa se estreou como dirigente, ainda não tinha 20 anos, os números são arrasadores, pois foi durante a sua presidência que os ‘dragões’, em branco antes de 1982, conquistaram todos os seus 66 títulos.

Durante a liderança de Pinto da Costa, o hóquei em patins dos ‘dragões’ conquistou 22 campeonatos nacionais — 10 dos quais consecutivos, entre 2001/02 e 2010/11 — ergueu por 16 vezes a Taça de Portugal e por 21 a Supertaça António Livramento.

A nível europeu, o FC Porto conquistou por duas vezes a Liga Europeia (1985/86 e 1989/90), venceu por duas vezes a Taça CERS (1993/94 e 1995/96), ganhou por duas vezes a Taça das Taças (1981/82 e 1982/83) e ergueu por uma vez a Supertaça Europeia (1986/87).

No andebol, os números são equilibrados. Na era de Pinto da Costa, o FC Porto conquistou dez títulos nacionais — sete dos quais consecutivos (2008/09 a 2014/15) – contra dez antes de chegar à presidência, juntou três Taça de Portugal às quatro que o clube já detinha, venceu por seis vezes a Supertaças e por três a Taça da Liga.

No basquetebol, o FC Porto conquistou 12 títulos nacionais, sete dos quais festejados na presidência de Pinto da Costa, venceu 13 edições da Taça de Portugal, dos quais apenas uma é anterior a 1982, ergueu por sete vezes a Taça da Liga e por seis a Supertaça.

No voleibol, modalidade suspensa pelos ‘dragões’ em 1990, os dados comparativos referem-se apenas a oito épocas de Pinto da Costa. O FC Porto conquistou nove títulos nacionais, sendo que apenas dois na era do atual presidente, e seis edições da Taça de Portugal, duas das quais depois de 1982.

Na natação, outra das modalidades acarinhadas pelos ‘dragões’, apesar de não ter piscina própria, com Pinto da Costa conquistaram quatro dos seis títulos absolutos do seu historial. Ao que somou quatro títulos masculinos, 15 femininos e cinco Taça de Portugal.

No atletismo, modalidade penalizada com o desaparecimento da pista existente no Estádio das Antas, em 1986, o registo é igual antes e depois da chegada do líder portista, com um título nacional de clubes masculino em 1952 e outro em 2001.

No sector feminino, Pinto da Costa festejou a conquista dos campeonatos nacionais de clubes em pista e em pista coberta, em 2010. Foi também durante a sua presidência que o FC Porto venceu dois dos cinco títulos nacionais de corta-mato.

Dos 269 títulos nacionais e internacionais somados pelo FC Porto ao longo da sua história, nas principais modalidades, 216 foram alcançados durante a presidência de Pinto da Costa. A vitrina dos ‘dragões’ antes de 1982 tinha apenas 55 troféus.

Boxe, com 21 títulos nacionais, bilhar, com 98 — um dos quais internacional -, sendo que apenas três foram alcançados antes de Pinto da Costa, e desporto adaptado, com 46, são outras das seções mais tituladas do clube ‘azul e branco’.

Pinto da Costa ficará ainda ligado ao rebaixamento do Estádio das Antas, à construção do novo Estádio do Dragão e do pavilhão Dragão Caixa, do Museu do clube, do centro de estágio em Vila Nova de Gaia, bem como à renovação do antigo campo da Constituição.

Principais conquistas do FC Porto durante os 36 anos de presidência de Pinto da Costa:

Futebol:

  • Taça dos Campeões Europeus/Liga dos Campeões, 2 (1986/87 e 2003/04).
  • Taça UEFA/Liga Europa, 2 (2002/03 e 2010/11).
  • Supertaça Europeia, 1 (1987).
  • Taça Intercontinental, 2 (1987 e 2004).
  • Campeonatos nacionais, 21.
  • Taça de Portugal, 12.
  • Supertaça Cândido de Oliveira, 19.

Total de títulos: 75.

Antes de Pinto da Costa, 16.

Com Pinto da Costa, 59.

Andebol:

  • Campeonatos nacionais, 11.
  • Taças de Portugal, 3.
  • Supertaça, 6.
  • Taça da Liga, 3.

Total de títulos: 36.

Antes de Pinto da Costa, 14.

Com Pinto da Costa, 22.

Basquetebol:

  • Campeonatos nacionais, 7.
  • Taças de Portugal, 12.
  • Supertaça, 6.
  • Taça da Liga/Hugo Santos, 7.

Total de títulos: 38.

Antes de Pinto da Costa, 6.

Com Pinto da Costa, 32.

Hóquei em patins:

  • Taça dos Campeões Europeus, 2 (1985/86 e 1989/90).
  • Taça CERS, 2 (1993/94 e 1995/96).
  • Taça das Taças, 2 (1981/82 e 1982/83).
  • Supertaça europeia, 1 (1986/87).
  • Campeonatos nacionais, 22.
  • Taças de Portugal, 16.
  • Supertaça António Livramento, 21.

Total de títulos: 66.

Antes de Pinto da Costa: 0.

Com Pinto da Costa, 66.

Natação:

  • Campeonatos nacionais (absolutos), 4
  • Campeonatos nacionais (mas), 4.
  • Campeonatos nacionais (fem), 15.
  • Taças de Portugal, 5.
  • Total de títulos: 30.

Antes de Pinto da Costa, 2.

Com Pinto da Costa, 28.

Voleibol:

  • Campeonatos nacionais, 2.
  • Taças de Portugal, 2.
  • Total de títulos: 15.

Antes de Pinto da Costa, 11.

Com Pinto da Costa, 4.

Nota: esta modalidade não se encontra ativa.

Atletismo:

Campeonato nacional de pista (mas), 1.

Campeonato nacional de pista (fem), 1.

Nacional de pista coberta, 1.

Nacional de corta-mato, 2.

Total de títulos: 9.

Antes de Pinto da Costa, 4.

Com Pinto da Costa, 5.

Nota: esta modalidade não se encontra ativa.

Boxe:

  • Campeonatos nacionais (seniores consagrados), 11.
  • Campeonato nacionais (seniores iniciados), 5.
  • Taça de Portugal, 3.
  • Campeonatos nacionais (fem.), 2.

Total de títulos: 21.

Antes de Pinto da Costa, 0.

Com Pinto da Costa, 21.

Bilhar:

  • Taça da Europa de Clubes (3 tabelas), 1 (2016/17).
  • Campeonato nacional, 20.
  • Taça de Portugal (3 tabelas), 15.
  • Supertaça (3 tabelas), 14.
  • Campeonatos nacionais (pool), 3.
  • Taça de Portugal (pool), 2.
  • Supertaça (pool), 2.
  • Campeonatos nacionais (pool, fem), 10.
  • Taça de Portugal (pool, fem), 13.
  • Supertaça (pool, fem), 12.
  • Campeonatos (snooker), 2.
  • Supertaça (snooker), 1.

Total de títulos: 98.

Antes de Pinto da Costa, 3.

Com Pinto da Costa, 95.

Desporto adaptado:

  • Basquetebol (mental, mas), 2.
  • Campeonato de Portugal de Boccia, 1.
  • Campeonato Futebol de 5 (paralisia cerebral), 2.
  • Taça de Portugal (paralisia cerebral), 2.
  • Campeonato Nacional de Futebol 7 (paralisia cerebral), 1.
  • Taça de Portugal de Futebol 7 (paralisia cerebral), 3.
  • Taça da Europa de natação, 1 (2003/04).
  • Taça de Portugal de natação, 1.
  • Campeonatos nacionais de ténis de mesa (mental), 12.
  • Taça de Portugal de ténis de mesa (mental), 12.
  • Supertaça de ténis de mesa (mental), 9.

Total de títulos: 46.

Antes de Pinto da Costa, 0.

Com Pinto da Costa, 46.

Incêndio no hotel do FC Porto

Um pequeno incêndio deflagrou hoje na casa das máquinas da unidade hoteleira em Espinho, onde está instalada a equipa do FC Porto, que no sábado celebrou a conquista da I Liga portuguesa de futebol.

De acordo com um elemento da GNR no local, o incêndio começou na casa das máquinas e os funcionários da unidade hoteleira não conseguiram extinguir o fogo, acabando por chamar os bombeiros.

Com uma nuvem de fumo a sair da garagem e de um canteiro, a GNR decidiu afastar os milhares de adeptos que festejavam o título junto ao hotel.

Por precaução foi cortada a eletricidade na unidade hoteleira e o autocarro dos ‘dragões’ foi retirado da frente do hotel.