Pub

O Governo Regional vai criar o Observatório Agroalimentar dos Açores, uma entidade que será dedicada a “acompanhar a formação dos preços” dos produtos agroalimentares com vista a um valor “justo” dos produtos finais, foi hoje anunciado.

Segundo uma nota publicada na página de internet do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM), o Plano para 2023 do Governo Regional contempla a criação do Observatório Agroalimentar dos Açores, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Essa entidade “será dedicada ao conhecimento da formação dos preços dos produtos agroalimentares com a missão de conhecer e divulgar quanto custa produzir determinados bens agroalimentares”, lê-se na nota.

De acordo com o executivo, numa fase inicial pretende-se acompanhar “a formação dos preços da bovinicultura de leite e de carne”.

Citado na nota divulgada, o secretário regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural explica que o observatório surge “depois da elaboração dos Planos Estratégicos para a produção de leite e para a de carne, onde se evidencia os custos de produção”.

“Importa, agora, continuar o trabalho de transparência da constituição destes preços com especificação por ilha. Neste sentido iniciaremos, em 2023, o trabalho da recolha de dados relativos aos custos da produção em todas as ilhas, com a devida publicação”, adiantou António Ventura.

O governante especifica que “com base nestes dados será possível construir políticas públicas com melhor suporte técnico” e os próprios produtores “poderão melhorar a gestão das suas explorações”.

“Este conhecimento da formação dos preços dos agroalimentos insere-se numa política que procura o preço justo dos produtos finais das explorações agropecuárias”, justifica.

Pub