Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

O secretário Regional da Agricultura revelou hoje que o executivo pretende estabelecer um protocolo com várias universidades, incluindo a academia açoriana, para potenciar a investigação da cinegética dos Açores e introduzir novas espécies, como a galinhola.

Citado numa nota divulgada pelo Governo Regional, António Ventura, que visitou hoje a Reserva Florestal de Recreio do Viveiro das Furnas, na ilha de São Miguel, indica que é intenção do executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM) “desenvolver e identificar as espécies locais”, para reordenar a cinegética nos Açores.

O arquipélago representa uma zona geográfica que “passou a ser conhecida e procurada por muitos turistas, no âmbito da caça”, sublinha o secretário Regional da Agricultura.

Sobre o viveiro florestal, António Ventura salienta ser “um espaço multifuncional de apoio às políticas públicas, no âmbito da cinegética e da reflorestação de parques públicos”.

O espaço, que presta também apoio na área da educação, produz anualmente “duas mil codornizes autóctones para a cinegética”, refere ainda António Ventura, acrescentando que o espaço “é responsável por repovoar, anualmente, lagos, ribeiros e percursos de água com 11 mil trutas”, para que estas espécies se possam restabelecer.

Na nota, o secretário Regional refere que o Viveiro Florestal das Furnas proporciona igualmente “um repovoamento florestal” nos “chamados corredores ecológicos” e “na reposição das matas públicas”.

É “um viveiro essencial para as políticas públicas nesta área”, sustenta.

Pub