Pub

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, disse hoje que a ampliação da pista do aeroporto do Pico “é uma possibilidade” para a próxima legislatura, mas falta ainda conhecer o estudo técnico pedido sobre esse aumento.

“Em relação ao aeroporto, conforme é público, há um estudo que está a decorrer, na fase de conclusão, que já devia ter terminado, mas que a situação da pandemia provocou algum atraso”, declarou hoje Vasco Cordeiro, candidato pelo PS a um novo mandato como presidente do Governo dos Açores, cargo que ocupa desde 2012.

Falando aos jornalistas na Madalena, após uma reunião com a Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico, o socialista declarou que, “do ponto de vista político, há a assunção clara da parte do PS” da “necessidade” de ser encarara a ampliação da pista.

Tal, acrescentou, representa um “sinal claro de correspondência ao que tem sido um percurso e ‘performance’ de todas” as ilhas açorianas, inclusive o Pico, em termos turísticos.

A “componente técnica que está a ser concluída” releva “para a análise política” da decisão, sinalizou Vasco Cordeiro.

O Governo dos Açores requereu um estudo sobre a matéria, trabalho que deveria ter estado pronto até meados deste ano, não fosse a pandemia de covid-19.

O objetivo é fazer um diagnóstico de eventuais constrangimentos técnicos e operacionais à operação da aviação comercial, uma previsão do impacto das atuais condições de operação das aeronaves, em termos de cancelamentos, atrasos e eventuais desvios de voos comerciais, inicialmente destinados ao Pico e que depois divergem para outros destinos.

O aumento das condições de operacionalidade do aeroporto da ilha do Pico é um pedido com anos dos locais.

Vasco Cordeiro, que hoje passa o dia na ‘ilha montanha’, foi ainda instado a comentar declarações do eurodeputado do PSD Paulo Rangel, que no sábado disse que haverá “perdas” quanto aos fundos comunitários para a agricultura açoriana devido aos “desentendimentos” entre os executivos regional e nacional.

“O doutor Paulo Rangel faz-me lembrar a prima de Raul Solnado: diz coisas”, declarou o socialista.

O humorista Raul Solnado contava, numa das suas histórias, que tinha uma prima que estava sempre a dizer “pois”, e explicava porquê: era porque gostava de dizer coisas.

As legislativas dos Açores decorrem em 25 de outubro, com 13 forças políticas candidatas aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP. Estão inscritos para votar 228.999 eleitores.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.

Pub