Pub

A secretária da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego do governo açoriano, Maria João Carreiro, avançou hoje que existem 791 alunos matriculados no ensino profissional em 2022/23, mais 71 do que no ano letivo anterior.

Após uma visita à Escola Profissional da Ribeira Grande na ilha de São Miguel para assinalar o arranque do ano letivo do ensino profissional, Maria João Carreiro enalteceu o aumento do número de alunos naquele ensino.

“É desígnio deste Governo Regional valorizar o ensino profissional porque entendemos que é por via do ensino profissional que devemos capacitar os açorianos”, destacou.

Maria João Carreiro também realçou o aumento de formandos nas áreas de restauração, hotelaria e turismo.

“Na área do turismo, nomeadamente na área da hotelaria, restauração, queria dar nota de que assistimos a um acréscimo do número de formandos. Enquanto no ano passado tínhamos 99 formandos, este ano temos 129 formandos”, assinalou.

A secretária regional do executivo PSD/CDS-PP/PPM revelou ainda que vai ser elaborado um novo modelo de financiamento das escolas profissionais, devido à “morosidade” da entrada em vigor no novo quadro comunitário.

“Considerando que estamos aqui numa situação de transição entre quadros comunitários, mas sabendo que algumas escolas têm uma situação financeira mais débil, nós devemos contribuir para que elas continuem a desenvolver a sua atividade”, afirmou.

Sem detalhar, Maria João Carreiro avançou que o instrumento de financiamento vai ser apresentado durante o mês de outubro e vai permitir ao executivo açoriano assumir os encargos das escolas profissionais.

“Atentos à situação financeira de algumas escolas, o governo entendeu que seria pertinente avançar com um modelo de financiamento entre transição de quadros onde o Governo Regional vai assumir os encargos no âmbito deste financiamento”, reforçou.

Pub