PUB

Os Açores tinham 2.988 pessoas desempregadas em programas ocupacionais no final do mês de novembro, segundo anunciou hoje o Governo Regional, que diz que se trata do número “mais baixo dos últimos nove anos” na região.

“No final do mês de novembro deste ano estavam registados na região 2.988 ocupados, menos 301 do que no mês anterior e menos 1.869 ocupados em relação ao mês homólogo. Em janeiro de 2022 estavam registados 4.617 colocados em programas ocupacionais”, lê-se numa nota de imprensa divulgada no portal do executivo na Internet.

O Governo Regional (PSD/CDS-PP/PPM) realça que o número de desempregados em programas ocupacionais é o “mais baixo dos últimos nove anos nos Açores”.

PUB

Citada no comunicado, a secretária da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, Maria João Carreiro, justifica a redução com a “mudança estrutural na política de emprego na região, assente no combate à precariedade laboral e nos incentivos aos contratos de trabalho estáveis”.

“Os programas ocupacionais não são um fim em si mesmo, mas antes um instrumento para melhorar e reforçar a empregabilidade dos desempregados com baixas competências e/ou vulnerabilidades sociais”, salienta a governante.

O Governo Regional cita ainda dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) para indicar que em novembro estavam inscritos no Centro de Qualificação e Emprego da região 5.639 desempregados, uma “diminuição de 10,42% nos inscritos à procura de primeiro e novo emprego face a período homólogo e uma variação de 0,34%” face a outubro.

Segundo o executivo dos Açores, até ao final de novembro foram colocados 2.466 açorianos em ofertas de emprego na região.

“Este é o ano com maior número de colocados em ofertas de emprego de que há registo, mais 620 do que em todo o ano de 2019, antes da pandemia [de covid-19], e mais 240 do que em todo o ano de 2021, o melhor ano registado até 2022”, conclui o Governo Regional.

O atual executivo açoriano, liderado pelo social-democrata José Manuel Bolieiro, tomou posse em novembro de 2020.

Pub