Açores assinalam Dia Internacional das Bibliotecas

A Direção Regional da Cultura, através das Bibliotecas Públicas Regionais, assinala quarta-feira, 1 de julho, o Dia Internacional das Bibliotecas com a realização de diversas iniciativas.

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, em Angra do Heroísmo, promove um debate online moderado por Andreia Fernandes, licenciada em Jornalismo, que aborda “O Mundo Novo das Bibliotecas”, com a participação de Susana Goulart Costa, Diretora Regional da Cultura, Madalena San-Bento, diretora da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, Cláudia Cardoso, diretora da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro, Luís São Bento, diretor da Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça, Miguel Mimoso Correia, técnico superior no Serviço de Difusão, Projetos e Cooperação da Divisão de Coleções Especiais da Biblioteca Nacional de Portugal, Renata Correia Botelho, escritora, e Rita Martelo Leite, estudante e youtuber.

Esta será a primeira iniciativa em formato de vídeo-conversa organizada pela Biblioteca de Angra do Heroísmo, na qual se procura provar que o ‘novo mundo’ exige algumas mudanças.

Em Ponta Delgada, o Dia Internacional das Bibliotecas é assinalado pela Biblioteca Pública em dois momentos, por um lado, a inauguração de uma caixa de troca de livros, a 1 de julho, e, por outro, um espetáculo ao ar livre pelo Coral de São José, com o título “Cantando o teu Despertar”, na sexta-feira à noite, 3 de julho.

Neste evento, a Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada oferece 30 minutos de temas musicais inspirados nos Açores e na coragem de iniciar um novo ciclo, interpretados a partir do terraço principal do seu edifício pelo Coral de S. José, convidando o público a assistir à atuação no amplo jardim do Colégio.

Na Horta, a Biblioteca Publica e Arquivo Regional João José da Graça promove, a 1 de julho, uma visita virtual aos vários espaços da instituição, a divulgar no site da biblioteca.

O Dia Internacional das Bibliotecas visa enaltecer a importância da leitura na educação e formação das pessoas, pelo que a biblioteca se apresenta, de acordo com o Manifesto da UNESCO sobre bibliotecas públicas, como uma porta de acesso local ao conhecimento fulcral para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais.