Açores acolhem reuniões dos Comités de Direção e Coordenação do consórcio europeu SST

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia destacou hoje a importância de os Açores apostarem em infraestruturas de armazenamento, processamento e disponibilização de dados de observação da Terra, como é o caso do Space Surveillance and Tracking (SST), cujo Centro Nacional de Operações de Dados será instalado na ilha Terceira.

Gui Menezes frisou que, através da participação neste programa, a Região vai beneficiar de fundos da União Europeia, que representam “um financiamento adicional para a operação das infraestruturas existentes no arquipélago ligadas ao Espaço, permitindo, também, desenvolver competências regionais neste setor, bem como a capacitação técnica de recursos humanos e a criação de emprego especializado”.

Gui Menezes falava durante a 34ª reunião do Comité de Direção do consórcio europeu SST que está a decorrer em Ponta Delgada com representantes dos oito países que integram o consórcio europeu SST, nomeadamente Espanha, Itália, França, Reino Unido, Alemanha, Polónia, Roménia e Portugal.

Durante o encontro foram debatidas questões associadas ao desenvolvimento do programa SST que visa, essencialmente, garantir à Europa a independência de sistemas operacionais já instalados por outras potências, através da obtenção de capacidade própria para a monitorização, caracterização e seguimento dos objetos no Espaço que, deslocando-se em órbitras próximas à Terra, possam constituir um perigo real às infraestruturas espaciais, às missões de acesso ao Espaço e à segurança dos cidadãos, por via da sua entrada na atmosfera.

O Secretário Regional defendeu que, através da implementação do Centro de Operações de Dados no Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira – TERINOV, os Açores passam a ser “o centro nevrálgico deste programa a nível nacional, reforçando, também, por esta via, a sua notoriedade no domínio do Espaço no contexto europeu”.

Já na terça feira, 14 de maio, havia decorrido, em Ponta Delgada, a 16ª reunião do Comité de Coordenação do SST com representantes dos oito países que integram o consórcio, sendo que a equipa da Estrutura de Missão dos Açores para o Espaço (EMA-Espaço) representou Portugal.

No âmbito do SST, para além da instalação do Centro de Operações de Dados na ilha Terceira, cujo Protocolo de Cooperação entre o Governo dos Açores e o Ministério da Defesa Nacional foi assinado em fevereiro, será também instalado um site ótico na ilha de São Miguel, através da adaptação de um telescópio existente, e que será gerido pela Associação RAEGE Açores.