Pub

O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, , acompanhado pelo vereador da Cultura, Juventude e Desporto, José António Garcia, assinalaram esta manhã a abertura da época balnear, com o hastear da bandeira azul no complexo das Piscinas Municipais da Ribeira Grande.

Na ocasião, Alexandre Gaudêncio vincou a aposta que a autarquia tem vindo a fazer no reforço dos meios de segurança, aposta esta que irá continuar a reforçar, nos próximos meses.

“Temos assegurado que, até 2025, as nossas zonas balneares terão vigilância, esforço este feito pela Câmara Municipal e que determinou, após um concurso público internacional, que a Associação de Nadadores Costa Norte ficasse com este serviço. Temos a garantia que, com o conhecimento técnico e prático dos seus elementos, as nossas zonas balneares serão locais seguros”, afirmou o presidente da Câmara Municipal.

A época balnear na Ribeira Grande estará aberta até ao dia 30 de setembro, prevendo a vigilância, com nadadores-salvadores, nas zonas balneares das Calhetas, com 1 posto de vigilância, no Areal de Santa Bárbara, com 4 postos de vigilância numa primeira fase, e com 6 postos de vigilância nos meses de julho e agosto, na Praia do Monte Verde, com 1 posto de vigilância, no complexo das Piscinas Municipais da Ribeira Grande, com 2 postos de vigilância, na Praia dos Moinhos, com 2 postos de vigilância, na zona balnear do Frade, freguesia da Maia, com 1 posto de vigilância, e por fim, na zona balnear do Calhau da Areia (Porto de pescas da Maia), com 1 posto de vigilância aos fins de semana e nos feriados.

Para além dos meios humanos, os nadadores-salvadores têm à sua disposição diversos equipamentos de apoio à busca e salvamento, como é o caso da moto4, da mota de água, e de uma embarcação motorizada.

Este ano, o concelho da Ribeira Grande continuará a ostentar 4 bandeiras azuis, estando estas hasteadas na zona balnear das Calhetas, na praia do Areal de Santa Bárbara, no complexo das Piscinas Municipais da Ribeira Grande e na Praia dos Moinhos. Estas zonas, fruto dos resultados excelentes das análises realizadas à água do mar, nos últimos anos, também ostentam os galardões de “Praia Qualidade de Ouro”, de acordo com os critérios da Associação Quercus.

Durante os próximos meses, empenhados no zelo da qualidade das zonas balneares, a autarquia da Ribeira Grande reforçou os seus recursos humanos nas zonas balneares concelhias, com o objetivo de assegurar a manutenção e a limpeza destes espaços.

Como novidade, a Câmara Municipal da Ribeira Grande decidiu alargar o horário das piscinas municipais, passando o complexo a encerrar, diariamente, pelas 21h. Além disso, foi criado um bilhete único (pessoal e intransmissível) para toda a época balnear, com um valor de 50 de euros, que prevê acesso ilimitado ao espaço, até ao final do mês de setembro.
O bilhete para a entrada nas piscinas terá um custo de 2 euros por pessoa, sendo que os bombeiros voluntários e os portadores dos cartões municipais (Cartão do Idoso e Cartão Jovem Municipal) têm desconto.

O presidente da autarquia, Alexandre Gaudêncio, realçou o empenho da autarquia em tornar o município num verdadeiro destino turístico, tendo referido que: “Após 2 anos de pandemia, iremos abrir as piscinas em funcionamento normal. É mais um atrativo para nos visitarem e ficarem o máximo de tempo possível na Ribeira Grande.”

Pub