A Portos dos Açores, S.A., administração portuária do arquipélago, promoveu nas últimas semanas um série de sessões de apresentação do projeto da «Janela Única Logística» (JUL), na qual participaram as diferentes entidades que irão trabalhar com esta nova realidade, que pretende simplificar, atualizar e modernizar os procedimentos nos portos portugueses.

A «Janela Única Logística» visa assegurar a fluidez de informação referente ao transporte de mercadorias de e para os portos nacionais, obrigando à evolução dos atuais sistemas de gestão portuária (a conhecida ‘JUP’), o que implicará a adoção, por parte de todos os portos, de uma mesma plataforma no que diz respeito à interação com cada um dos atores das diferentes comunidades portuárias nacionais.

O processo de preparação para adoção desta nova plataforma é fundamental para a empresa pública Portos dos Açores, S.A., com vista à otimização gradual de todos os envolvidos no setor portuário, não só para efetiva simplificação de procedimentos, mas também com o objetivo de reduzir custos e produzir mais-valias para todos os parceiros da cadeia.

Nas diferentes reuniões de apresentação às comunidades portuárias de todas as ilhas, estiveram presentes representantes das Capitanias dos Portos, da Autoridade Tributária e Aduaneira, da GNR, do SEF, da PSP, da Polícia Judiciária, do SIS, das Delegações de Saúde e do Serviço de Desenvolvimento Agrário, além dos diferentes agentes de navegação e transitários, dos despachantes oficiais e dos operadores portuários.

Na perspetiva de alargar a todo o arquipélago o conhecimento desta nova geração de software designada «Janela Única Logística» (JUL) e do seu modelo de interoperabilidade com sistemas externos – que arrancará como projeto-piloto, já no início de 2019, nos portos da Madeira e que depois avança, gradualmente, para todos as infraestruturas portuárias nacionais – foram, então, levadas a efeito as referidas sessões de esclarecimento, que envolveram, no seu conjunto, cerca de 120 participantes, de todas as ilhas.