Foi no edifício da NONAGON na cidade da Lagoa, que a 54ª edição do AZORES Rallye foi apresentado aos vários convidados, pilotos e órgãos de comunicação social.

Fotos: (c) Pedro Carreiro e Silva

 

A prova irá decorrer de 21 a 23 de março próximo e terá algumas diferenças no seu traçado, comparativamente às edições anteriores.

Começando pela quarta feira, dia 20 com a realização da prova citadina, que terá o seu inicio junto ao Forte de São Brás e terminando junto ao edifício da SATA na Avenida D. Afonso Henriques, sendo este trajeto percorrido só duma vez.

Fotos: (c) Pedro Carreiro e Silva

Na quinta feira, dia 21 começa a competição a contar. De manhã, a classificativa dos Remédios da Lagoa, recebe o Qualifying Stage, que irá definir a ordem com que os pilotos poderão escolher a sua posição para a partida da prova. As hostilidades irão começar  à tarde, com a passagem pela classificativa da Coroa da Mata, um pouco maior que a versão já realizada em provas anteriores. Depois a caravana dirige-se à nova classificativa Mediana Remédios,    que irá percorrer algumas partes do antigo troço Lagoa MEO, a pista de motocross e posteriormente na mata da Agraçor. A terminar a primeira secção da prova, as equipas realizarão a primeira passagem pelo traçado da Super Especial da Marques.

A segunda secção da primeira etapa, decorrerá na sexta feira, com a dupla passagem pelas classificativas do Pico da Pedra, que terá o início junto à urbanização PICOLAR. A segunda especial do dia será Sete Cidades, que volta a ter a sua partida na Vista do Rei, que deixou de fazer parte do itinerário da prova em 2014. Para terminar esta ronda, a caravana irá percorrer a nova especial de classificação Vista do Rei Feteiras, que aproveita uma parte percorrida em anos anteriores. A terminar o dia, a segunda passagem pela Super Especial da Marques.

No derradeiro dia da prova, a caravana dirigir-se-á ao nordeste da ilha, com a já tradicional passagem pelos Graminhais , que também sofre alterações ao percurso conhecido. De seguida será percorrida a especial da Tronqueira, que mantém o figurino das anteriores edições da prova, rumando de seguida classificativa de Vila Franca S. Brás,  este ano sem a parte final em asfalto. A parte da tarde de Sábado, será preenchido com a segunda passagem pelas especiais dos Graminhais e Tronqueira.

Novidade será ainda a passagem de viaturas elétricas e hibridas nas classificativas de Sete Cidades, Marques e Tronqueira, em prova de regularidade, sendo este  um teste piloto para a realização do futuro AZORES E-Rallye.

Toda a informação da prova está disponível no site oficial do AZORES Rallye.