Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

Durante o primeiro mês em vigor, 411 passageiros beneficiaram do ‘voucher’ de 35 euros criado pelo Governo dos Açores para incentivar o turismo na ilha de São Jorge, na sequência da crise sismovulcânica, foi hoje revelado.

“Até ao momento e passado um mês do lançamento desta iniciativa, cerca de 411 passageiros já usufruíram do ‘voucher Welcome to São Jorge’, um número bastante animador, tendo em conta que ainda não estamos em plena época alta”, disse à agência Lusa a secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas.

Para o executivo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM), aquele número “evidencia que a medida está a cumprir com os objetivos a que se propôs”.

Em 17 de maio, entrou em vigor o ‘voucher’ de 35 euros atribuído aos turistas que visitam São Jorge, tendo o Governo disponibilizado um montante máximo de 330 mil euros para a iniciativa.

O Governo Regional lembra que pretendia “aumentar os fluxos turísticos” para São Jorge, “de modo a compensar as perdas decorrentes” da situação sismovulcânica, um “objetivo” que, defende, “está a ser alcançado”.

“Esta medida gerou até ao momento cerca de 14.385 euros, o que se traduz naturalmente num impacto positivo sobre a economia local, mais diretamente sobre as empresas turísticas, mas também, se bem que de forma indireta, sobre as empresas de outros setores, dada a transversalidade do turismo”, realça o Governo açoriano.

A secretaria regional, tutelada por Berta Cabral, acredita que o impacto da medida vai crescer nas próximas semanas, uma vez que o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) diminuiu o nível de alerta vulcânico para V3.

“Acreditamos que o impacto desta medida será reforçado a partir de agora, após o CIVISA ter baixado o nível de alerta para V3 e com o aumento dos fluxos turísticos esperados, normais da época alta”, lê-se na posição enviada à Lusa.

O voucher vai vigorar até ser atingido o montante global destinado a esta medida, sendo que o Governo Regional tem prevista uma “reavaliação trimestral” para determinar a sua “continuidade ou cessação”, lê-se no regulamento.

Cada ‘voucher’ tem um valor de 35 euros e é destinado a “todos os visitantes não residentes na ilha de São Jorge, com idade igual ou superior a 12 anos”, que apresentem “comprovativo de viagem e de reserva de alojamento de qualquer empreendimento turístico” na ilha e preencham um formulário.

O incentivo pode ser utilizado, num prazo de 15 dias a contar da viagem, na aquisição de bens e serviços na ilha, em estabelecimentos aderentes nas áreas de alojamento, transporte terrestre de passageiros, restauração e bebidas, aluguer de equipamento de transporte, aluguer de bens recreativos e desportivos, agências de viagens, recreação e lazer e outros serviços de turismo.

A medida foi anunciada pela primeira vez em 22 de abril pelo presidente do Governo dos Açores, o social-democrata José Manuel Bolieiro.

Em 09 de junho, o CIVISA baixou o nível de alerta na ilha de São Jorge de V4 (ameaça de erupção) para V3 (sistema ativo sem iminência de erupção).

A ilha de São Jorge esteve com o nível de alerta vulcânico V4 de um total de sete, em que V0 significa “estado de repouso” e V6 “erupção em curso”, na sequência da crise sismovulcânica registada desde 19 de março.

Pub