TAS rejeita pedido de reintegração imediata apresentado por Adrien Silva

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) rejeitou esta quinta-feira um pedido de reintegração imediata apresentado pelo futebolista Adrien Silva, que está impedido de jogar devido a um atraso na entrega de documentos quando se transferiu do Sporting para o Leicester.

Segundo o TAS, o recurso apresentado pelo internacional português para poder jogar antes da reabertura do mercado continuará a ser analisada, mas o pedido de reintegração imediata foi recusado.

Em 04 de outubro, a FIFA rejeitou o recurso do Leicester para poder inscrever Adrien Silva, depois de os documentos da transferência do Sporting para o clube inglês terem sido entregues com um atraso de segundos.

O acordo de transferência de Adrien, que pode render ao clube de Alvalade 29,5 milhões de euros, foi finalizado em 31 de agosto, último dia do ‘mercado’, mas os documentos para formalizar a inscrição entraram no Transfer Matching System (sitema de registos da FIFA) segundos depois de terminado o prazo.

Caso a inscrição continue a ser rejeitada, Adrien poderá ficar sem jogar até à abertura do próximo período de transferências, em janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.