JSD lamenta a posição “autoritária” do Governo na votação do Plano e Orçamento

O Presidente da JSD/Açores, Flávio Soares, lamentou a postura “autoritária” do atual governo regional socialista, ao chumbar quase todas as propostas dos partidos da oposição para o Plano e Orçamento da Região para 2018.

“Com uma postura autoritária, o governo do PS chumbou propostas que incidiam no desenvolvimento de obras estruturais para muitos concelhos açorianos ou defendiam áreas fundamentais da economia regional, bem como mais apoios à juventude açoriana”, referiu o dirigente.

Entre as propostas frisadas incluíam-se “a diminuição do valor das passagens aéreas inter-ilhas” – para um teto máximo de 90 euros -, apresentada pelo PSD/Açores e defendida pela JSD/Açores, numa altura em que foi autorizado “o aumento de capital da SATA Air Açores e a injeção na companhia de mais 3,5 milhões de euros”, afirmou o presidente da estrutura regional da JSD.

Para Flávio Soares é “imperativo que toda a oposição parlamentar continue a prestar um serviço à Democracia nos Açores, denunciando a postura de um governo que se recusa a dialogar com os outros”, e que se suporta “numa maioria absoluta para impor a sua vontade, tendo inclusive pedido o benefício da dúvida quando, depois de 20 anos, já não há espaço para benefício de natureza alguma”, sublinhou.

Para o líder da JSD/Açores, é tempo de “aguardar para que, como de costume, o partido do poder mude o nome a alguma das propostas dos outros partidos e as apresente como suas”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.