Equador concede nacionalidade ao fundador do portal WikiLeaks

O Equador concedeu a nacionalidade equatoriana ao fundador do portal WikiLeaks, Julian Assange, que está exilado na embaixada daquele país em Londres há mais de cinco anos, foi divulgado hoje.

A decisão foi divulgada pela ministra dos Negócios Estrangeiros do Equador, Maria Fernanda Espinosa.

A representante precisou que as autoridades de Quito decidiram conceder a cidadania a Assange enquanto procuram formas para lidar com a atual situação judicial do jornalista.