Centeno cria conta oficial no Twitter após eleição

O presidente eleito do Eurogrupo, o ministro português das Finanças Mário Centeno, abriu uma conta oficial na rede social twitter na sequência da sua eleição para liderar o fórum informal de ministros das Finanças da zona euro.

Centeno, que era um dos ministros que não tinha conta pessoal oficial naquela rede social — muito utilizada pelos altos responsáveis políticos da União Europeia -, inaugurou a sua “conta oficial do ministro das Finanças de Portugal e presidente eleito do Eurogrupo” com uma mensagem publicada na terça-feira à noite, cerca de 24 horas após a sua eleição.

“É uma honra ser o próximo presidente do Eurogrupo. O meu compromisso é conduzir a discussão para alcançar o consenso necessário à construção de uma UEM [União Económica Monetária] com um quadro institucional mais resiliente, promovendo a convergência económica e indo ao encontro das expectativas dos cidadãos”, escreveu Centeno na sua primeira (dupla) mensagem (com versão em inglês e em português).

Hoje de manhã, o presidente eleito do Eurogrupo já contava com perto de meio milhar de seguidores na sua conta, que pode ser seguida em “@mariofcenteno”.

Esta segunda-feira, pouco antes da eleição para o Eurogrupo, um internauta havia criado uma conta falsa em nome de Centeno e havia mesmo publicado uma mensagem que dava conta da morte de Christine Lagarde, diretora-geral do FMI. Tanto o Eurogrupo como o FMI desmentiram a notícia e pediram ajuda para denunciar aquela conta.

Mário Centeno venceu na segunda-feira a corrida à liderança do Eurogrupo, ao impor-se na segunda volta da votação realizada na reunião dos ministros do euro em Bruxelas.

Após ter sido o mais votado na primeira volta, mas sem maioria simples, o ministro das Finanças português impôs-se ao candidato luxemburguês Pierre Gramegna na segunda volta, tornando-se assim o terceiro presidente da história do fórum de ministros das Finanças da zona euro, depois do luxemburguês Jean-Claude Juncker e do holandês Jeroen Dijsselbloem.

Mário Centeno iniciará funções em 13 de janeiro, data do final do mandato de Dijsselbloem, e presidirá pela primeira vez a uma reunião do Eurogrupo no dia 22 do mesmo mês, em Bruxelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.