“Em resposta a ‘rockets’ disparados em direção ao sul de Israel, a força aérea de Israel visou um campo de treino do Hamas no norte da Faixa de Gaza”, anunciou o exército israelita em comunicado.

O Ministério da Saúde de Gaza não reportou a ocorrência de vítimas.

Os disparos de ‘rockets’ surgem numa altura de forte contestação contra a decisão do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer unilateralmente Jerusalém como a capital de Israel.

Após o anúncio da decisão, em 06 de dezembro, manifestações e confrontos entre palestinianos e as forças israelitas multiplicaram-se, causando a morte de oito palestinianos.