AHBVF entrega o “Projeto Base de Arquitetura do Novo Quartel de Bombeiros da Horta” na Câmara Municipal da Horta

No passado dia 4 de janeiro de 2018, a AHBVF entregou na Câmara Municipal da Horta (CMH), para efeitos de licenciamento de obra, o “Projeto Base de Arquitetura do Novo Quartel de Bombeiros da Horta”.

Recorde-se que, fruto da “Declaração de Compromisso” assinada a 21 de setembro de 2016 entre os Órgãos Sociais da AHBVF e a CMH/Urbhorta EEM, o novo quartel será construído nos terrenos municipais localizados no Parque Empresarial e Tecnológico da Ilha do Faial, em Santa Bárbara, com uma área de 15.212 m2, os quais serão permutados pela fração a constituir em propriedade horizontal, correspondente ao rés-do-chão do atual edifício sede da AHBVF.

Esta deslocalização do centro da cidade da Horta para a periferia vai permitir ultrapassar diversos constrangimentos de segurança e de operacionalidade; não obstante, e conforme alertou o Sr. Presidente da Direção da AHBVF aquando da entrega do projeto ao Sr. Presidente da CMH, “coloca-se aqui um conjunto de problemas que já existiam antes e que nós gostaríamos de ver melhorados em termos de acessibilidades, porque, por vezes, cinco minutos fazem muita diferença na vida de uma pessoa”.

O Presidente José Braia Ferreira referiu-se especificamente à construção da segunda fase da variante à cidade da Horta, questão que deverá ser recolocada em cima da mesa, de modo a permitir-se um acesso mais franco e flexível dos meios de socorro a todas as freguesias da ilha do Faial (e, nomeadamente, às do lado norte).

Depois de praticamente 17 anos de avanços e recuos, a AHBVF, contando com a imprescindível colaboração do GRA/SRPCBA e da CMH, está assim cada vez mais perto de concretizar um dos seus mais proeminentes objetivos: a construção de um equipamento de ponta, orientado para o futuro, que permitirá proporcionar melhores condições de trabalho aos Bombeiros e Bombeiras, elevar o grau de proteção, prontidão e eficiência dos meios de emergência e, por conseguinte, a prestação de um serviço cada vez melhor à população faialense.

Tudo correndo conforme o previsto, a obra, orçada em dois milhões de euros (acrescidos de IVA), arrancará em inícios de 2019.

Notícias relacionadas